sábado, 20 de junho de 2009

navegar é preciso

Náutica submarina

Sob a superfície das águas
navego em alto-mar, em lago, em rio
de barco, lancha, navio
o movimento marítimo é o mesmo que ninar
viajo pelos grandes mares
navegando contra o vento, percorrendo o oceano
atravesso grandes águas
navego a estratosfera e as estradas
navego léguas
vou navegando
indo e vindo
navego a remo, navego a vela
vou cruzando os caminhos
navego abaixo da superfície das águas
e submarina vou sumindo de vento em popa

9 comentários:

Tetê disse...

Beth!!!

eu ando navegando em areia...


passando vida em descaso, levando porrada,
dando algumas,
dando a cara pra bater,
e sofrendo muito...


e aqui, essa calmaria,
levo um pouco disso..


BjOO de boM domingO

Maria Elisabeth disse...

calma Tetê, calma...muuuuuita calma

rm disse...

Ei Beth,
cadê o texto do RM NO VERBO, menina? rss

(gostei very, very much dos versos)

Maria Elisabeth disse...

Ei moço bonito!
Vai rolar.

Já comecei a escrever, mas ainda não tive tempo de continuar. Final de semestre na faculdade...mil trabalhos para entregar. Final se semestre no trabalho...mil provas para corrigir...tá um verdadeiro caos a minha vidinha-mais-ou-menos.
Vou passar o domingo estudando e trabalhando.

Assim que acabar essa agonia volto a trabalhar no texto do RM NO VERBO.

Beijos.

Ana Cristina disse...

Navegar é preciso? Não sei não. Às vezes ventos imprevistos causam grandes avárias na nau. A gente conserta mas já não se navega com tanta tranquilidade.
Viver é preciso? Totalmente impreciso, mas é necessário. Às vezes o difícil é encontrar um motivo pra continuar navegando...

Adorei o barquinho e os versos. Você se supera em criatividade.

Obrigada por ter segurado minha onda ontem.
Beijos,

Maria Elisabeth disse...

Oi, Ana.

Legal a sua visita e o seu comentário preciso.

Você disse tudo, moça! Não é nada fácil, às vezes, encontrar um motivo para continuar navegando. Mas ele sempre, sempre vem à tona.

Por nada! Eu, apesar de estar sempre em alto-mar, ainda tenho muito que aprender sobre as ondas. Mas fico feliz por ter conseguido segurar a sua onda ontem.

Fique em paz.
Beijos.

Maria Elisabeth disse...

Tripulantes!

Uma amiga me perguntou se a imagem do post é minha.

Sim, é.

Estive na Costa Rica em 2002 e comprei vários cartões postais. (Adoro enviar cartões postais quando viajo. Também gosto de colecionar). Este aí é do belíssimo Parque Nacional Manuel Antonio - Costa Rica.

O barquinho é um marcador de página que ganhei na bienal do livro (2009).

Cortei as bordas do cartão e colei o barquinho nele. Só isso!

Mais tarde vou postar uma foto minha bem aí.

rm disse...

Claro que não está gordinha, mas bem que podia postar umas fotos maiorzinhas, hã?

rss

Maria Elisabeth disse...

rm,
tá bão! vou colocar do lado esquerdo que é melhor para ver.

Tô preparando o seu espetinho de tarântulas, ok?

rs rs rs.