domingo, 17 de maio de 2009

home sweet home

This post is dedicated to my best friend Kiran , who i met in London in 1998, and to Marcos Rocha do Plano Geral, my newest friend. (conheci aqui e aqui).

Hoje à tarde saí navegando por aí pela blogosfera visitando meus blogs favoritos. Comecei por RM e quando passei por MR, não consegui continuar o meu domingueiro-passeio-blogosférico. Lá no Marcos, ancorei o barco e fiquei no pier do Plano Geral assitindo ao clip que ele postou: "13.500 pessoas, em sua grande maioria jovens bonitos e alegres, se reúnem em Trafalgar Square para cantar Hey Jude. É um comercial da T-Mobile inglesa". Fiquei super emocionada e cheia de saudades de Londres... this so cosmopolitan city, tão fria, tão dark, tão foggy, tão linda e depressiva ao mesmo tempo, tão cheia de lugares muito legais to have fun. Não digo que é o melhor lugar do mundo, mas foi para mim, o meu mais doce lar.
Trafalgar Square é uma das muitas atrações turísticas de Londres e fica bem no coração da cidade. É um excelente ponto de encontro em qualquer estação do ano. No verão, enquanto esperamos os amigos chegarem, molhamos os pés descalços nas águas de suas fontes - alguns doidinhos tomam banho. Dali vamos de pé ou de “ricksha” – meio de transporte indiano que o londrino adotou com sucesso - para QUASE TODOS os hot-points londrinos. A praça é “pau-pra-toda-obra”. Pintores locais e do mundo inteiro exibem suas obras de arte (ou não!) É muita vezes palco de demonstrações políticas e apresentações de malabarismo. Um verdadeiro circo. Divertidíssimo! Os pombos eram os frequentadores mais numerosos e os mais assíduos da praça. Mas, como todo mundo sabe, coco de pombo é uma miséria para os monumentos e para a nossa saúde. A prefeitura proibiu a venda de sementes no local e introduziu alguns falcões para espantar a bicharada. A grande maioria dos pombinhos (ratos com asa) bateu asas e voou.
A última vez que estive na praça foi em Julho/2006, EuroPride. O evento começou com a passeata de sempre e culminou na Trafalgar Square com um show rápido. Since 2006 there is no more big Gay Pride parties in London's huge parks. Motivo: medo de um ataque terrorista. Somos alvo???

Well, it’s worthy checking MR’s clip and written post (aqui). When i saw/read it, i was moved by a wave of happiness. I even got a bit emotional, and tears rolled down my face.

I miss you, London. I do, indeed, miss your people, your dancing clubs, your cuisine, your pubs, your beautiful parks, your pollution, your summer (when you have one!), your double-decked buses, your nasty weather and all the cool jobs you offered me. Mainly, i miss the friends you gave me during the 12 years you were my home-sweet-home.

Thank you very much, indeed, MR. You’re responsible for this post of mine.

Kind regards, mate!

EuroPride / 2006 - Trafalgar Square - London
Picture taken by Kiran. I'm behind the girl in sun glasses. I met her there and we became good friends.

6 comentários:

Marcos Rocha disse...

Olá, Beth:


Só neste instante, já que acabei de chegar de um giro por Sampa (estava fora desde o meio-dia), é que estou tomando conhecimento do seu post.

Agora, quem ficou emocionado com a sua homenagem e as citações tão generosas fui eu.

Só o fato de o meu post/clip de ontem ter feito você relembrar momentos tão bacanas da sua temporada em London, London já me proporcionou enorme alegria. Valeu, mesmo!

Sua descrição confirma aquilo que imagino de Londres: uma cidade aberta a todas as manifestações culturais, etnias, comportamentos, civilizações, enfim, um dos centros do mundo -- tão cosmopolita como Nova York.

Gostei de tudo o que você escreveu e, sobretudo, da forma emotiva como abriu seu coração. Você me fez sentir que blogar continua valendo a pena por causa de episódios como este.

Obrigado, amiga.

MR
17/5 - 20:58

Maria Elisabeth disse...

Marcos.
Sem dúvida alguma seu post mexeu comigo de uma forma muito positiva. Já decidi: em Julho, vou passar alguns dias em Londres antes de ir para Mongólia.

Você também "me fez sentir que blogar continua valendo a pena por causa de episódios como este".

Obrigada pelo seu carinho.

Um abraço, amigo.

rm disse...

Ei Beth,
também apreciei muito a postagem e também agradeço as generosas referências ao bloguinho dos venenos...

Gostei também muito da foto, mas você fez uma cara de que a água tava geladinha, não? rss

Maria Elisabeth disse...

Ei Roney,
Obrigada.

A cara é "fea" mesmo e a água tava geladinha sim. rsss.

Que bom que vc gostou!

Beijos.

Chorik disse...

Ei Beth, mas tu não pára quieta mesmo heim rs... Vai pra Mongólia? Caracas... eu nunca saí do Brasil! rs

Maria Elisabeth disse...

Chorik.

Howdy!

Não, não paro. Adoro viajar dentro e fora do Brasil. Não interessa a distância. Quando planejo uma viagem, sempre procuro locais exóticos, aldeias que ninguém tem coragem de ir, desertos, praias, savanas, ruínas, as capitais famosas, etc. Vale tudo! Os vilarejos mais próximos de Salvador, as ilhotas de Fiji, os perigosos acampamentos de Burma, as ruínas do Camboja, etc. Também não importa o meio de transporte. Bicicleta, barco, navio, carroça, caminhão, pé, camelo, cavalo, trem, ônibus, carro, avião, riksha, asa delta, etc, etc, etc. Nada é feio, nada é impossível.
Viajar é um verbo muito gostoso de conjugar.

Sim. Vou à Mongólia. Agora em Julho ou em Dezembro. Estou na fase da pesquisa! Só viajo depois de muita investigação.

Eu ralo todo dia no trampo e se eu não viajar... eu viajo!

Abracadabra!

P.S.: Uma vez por outra, meus olhos vendados escolhem o local da viagem arremessando o dedo indicador sobre um mapa do mundo.